sexta-feira, dezembro 30, 2011


meu ateliê

5
Um cantinho para fazer arte! Esperei muito tempo para ter meu cantinho. Mas, esse ano, graças a Deus, consegui, com a ajuda do Bem, claro! Desde que compramos esse espaço, eu disse que queria um dos cômodos de uma pequena casa que já havia, para meu ateliê. Então, o Bem colocou um piso (baratinho), forramos, pois não tem laje, porta e janela foram reaproveitadas. Na hora da pintura, então esmerei! gosto muito de listra, depois de medir, colocar fita, pintamos: 

Tudo no ateliê é reciclado, reutilizado, reaproveitado (todos os rs).Veja o balcão. O tampo dele estava ruim. Fizemos um mosaico (o primeiro da minha vida) com as sobras do próprio piso. A moldura da parede achamos na rua, pintei de branco e fiz uma pintura com estencil. Os quadrinhos são porta-retrato antigos que os vidros quebraram, então usei tecido floral. Ah! usei rolinhos de papel higiênico para decorar a parte interna da moldura.




Como não tinha dinheirinho para comprar armários, coletei por aí, uns caixotes e gavetas e pintei, decoupei...



Até o cantinho do computador (velhinho) foi todo feito de material que alguém teve coragem de descartar em ruas e calçadas:

Mas tem algo que apesar de bem velhinha, guardo com muito carinho, inda mais depois que um técnico a viu e disse que é possível deixá-la funcionando. Então, assim que tiver um dinheirinho, vou concertá-la, claro que com a permissão da minha mãe, pois ela deixou comigo já faz um tempão. 


Olha ela aí enfeitando o balcão do ateliê.
O porta pincéis e tesouras foi feito de sobras de calças jeans


E aí gostaram do meu cantinho?




terça-feira, dezembro 27, 2011


O que você faria com isso?

5


Tanto quanto terminar uma peça e admirá-la dá imenso prazer, é encontrar certas peças por aí. Não que fique feliz porque jogam, mas porque eu as encontrei. É como se elas estivessem a salvo, dá para entender? Pois é, esse negócio de interpretar a ideia do outro é para quem tem gosto pelas mesmas coisas. Tem pessoa que ao ver peças expostas ao tempo (jogadas mesmo) falam: Ah! se a Dirce ver... Não fico nem um pouco preocupada ao associarem meu nome ao "lixo" pois sou consciente e amante de um ambiente limpo!!!
Mas, vamos lá? Responda à pergunta do marcador?  O que você faria com isso? Aguardo sugestões:


Passávamos por uma praça quando meus olhos cruzaram com essa peça. O mais curioso é que bem ao lado fica um local de recepção de coleta.


Esse é o tampo do que havia uma mesa de centro.

Passando por uma estradinha de terra, descobrimos um grande "lixão a céu aberto". Paramos para dar uma garimpada. Ficamos tristes pois, um lindo pé de cama de madeira estava sendo queimado sem chance de ser salvo. Mas recolhemos essa veneziana, parte do que já foi uma porta.


Aguardamos sugestões, hem?! Comentem!




sexta-feira, dezembro 16, 2011


Poltronas recicladas

12


Essa poltrona também foi encontrada à margem de uma rodovia e resgatada pelo Bem. Também aparece no post garimpagem:


Com muito carinho, cuidamos dela. Escolhi um tecido legal, na cor azul (do Bem) e novamente convidamos o irmão do Bem para nos ajudar, já que ele manja de tapeçaria. Ontem  conseguimos terminar. Olha como ficou:

Espero que tenham gostado do novo visual de nossa poltrona!!



Lembram-se dela? Ela aparece no post garimpagem. Foi recolhida numa avenida da cidade vizinha. Contei para minha mãe sobre esse achado e ela mesmo sem ver se apaixonou e pediu que reformasse para ela. Olha o estado da dita cuja:

Não está mais assim. Minha mãe comprou o tecido. Como nem eu nem o Bem (meu marido) nunca estofamos uma peça assim, chamamos o irmão do Bem que já foi tapeceiro para nos ensinar. Não é difícil. Só sei que a bela está ocupando um lugar especial na casa da minha mãe, frente a tv, lugar onde gosta de fazer seus tapetes de crochê. Olha como ficou:
seu estado? perfeito!!

Bem, o de azul, ajudando e aprendendo. Ah! Até os botões foram reciclados! Recebeu tinta laranja e reaproveitados!!!

Ei-la, majestosa!!!
 Lindaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!




domingo, dezembro 11, 2011


Meu Sonho

4
Sonhamos! Sempre sonhamos. Eu sonho. Sonho com um mundo melhor. Tento fazer a minha parte. Fazer minha parte com arte. Garimpar é uma arte. Tenho um quartinho (cômodo) onde guardo tudo o que acho que pode ser reciclado, transformado. Nesse cômodo, quase não dá mais para entrar de tantas peças ou partes delas que estão amontoadas esperando a chance de servir novamente na mesma ou em outra função.
Então, qual é o sonho de uma pessoa que "pega lixo" e traz para casa? Vou compartilhar com vocês o sonho meu e de meu esposo. Sonhamos com o dia em que o nosso tão esperado barracão seja construído  o espaço na chácara nós temos), e aí então trabalhar nessas peças, fazer uma exposição mostrando como era o antes e o depois. Temos fotos e a história de como e onde as encontramos e as que pessoas que pensam num planeta saudável, recolhem e nos doam.
Cada peça resgatada dos lixões, cada latinha retirada das calçadas e ruas, sinto contribuir um pouquinho para a melhoria do nosso ambiente.
Sonho encontrar parceiros para a continuidade desse trabalho
Sonho com a compreensão do ser humano.
Entristeço-me com a facilidade da aquisição desse móveis populares (preços baixos), pois só quem tem coragem de visitar lixões a céu aberto e vê a quantidade de camas, armários e sofás de péssima qualidade jogados, às vezes sendo queimados aumentando a poluição numa metrópole como a nossa cidade. Mas muitas vezes não é só em lixões que encontramos peças de excelente qualidade (madeira) junto aos muros ou canteiros das ruas e avenida de nossa cidade. Vejam esse peça:


quarta-feira, novembro 30, 2011


Flor de latinha

0


Acho que estou acertando. ainda estou testando tinta e moldes, mas chego lá.

Essa janela ainda não está pronta, estou aplicando flores nela.

A janela acima ficou pronta e aparece no marcador janelas - antes e depois

sábado, novembro 12, 2011


novas garimpagens

0


Você já leu o marcador Era um lindo armário (pode ler depois)? Então nesse dia, para não dizer que não garimpei nada naquele lugar, trouxe essas coisas e é claro que já tenho planos para elas:
Se você já leu o sobre o lindo armário... então chegamos e tivemos que sair novamente para a rua. Na volta, vi esse sofá, não resisti e gritei para o Bem, Para! E ele que já conhece esse grito como a sinalização de um achado, parou e trouxemos a peça para casa. como já disse, nosso carro é pequeno, veio com o porta malas aberto e ainda por cima caiu um toró!! Mas chegamos...








Um dia após o Natal saímos para alguns compromissos pessoais e olha aí o que encontramos:










Pois é... no post abaixo coloquei uma foto do banco/sofá que salvamos do fogo num lixão. Então... recuperei algumas fotos que tirei do celular e como não sei lidar bem com ele, quer dizer tirar foto de celular, elas saíram pequenas, mas é possível ver o absurdo que acontece por aí diariamente. Ai meu Deus, o que será da humanidade?!



novas garimpagens
A cada dia me surpreendo com as riquezas que há nos lixões. Parece que estou falando loucura, mas só quem tem para pra ver, enxerga e ouve o grito da natureza num pedido de socorro. Outro passando por um estrada, vimos um lixão que chamamos de "céu aberto", pois não h´nenhum tipo de tratamento. Lá são jogados todo tipo de lixo. Enquanto parávamos, outros carrões estacionavam jogando sacolas de roupas "velhas", outros jogavam lixo orgânico, um pouco mais acima atearam fogo em sofás velhos. Fomos para lá e conseguimos "salvar" esse banco:
conseguimos salvar todas as peças, ou quase todas, pois não encontramos uma parte do braço do banco, antes um sofá.


Essa também foi salvo em cima da hora, pois o fogo avançava rapidamente, pois os estofados eram de plástico.

Encontramos encostado na parede de uma loja de madeira. como a loja estava fechada, com certeza era mais uma peça pro lixo. Então trouxemos e eu penso fazer um puf, meu marido pensar em uma mesa de centro com tampo de vidro. Veremos...




quinta-feira, novembro 03, 2011


Estou fazendo

0

Este banco foi feito com madeiras que encontramos em nossas garimpagens:
Está sendo ´pintado de verde.





Estamos reformando esta cadeira.
Nos surpreendemos com a beleza da peça. E ficamos cada vez mais pasmados de como se joga dora um a coisa dessas?

Estou procurando um tecido bem bacana para ela, pois merece!!!

Aqui com pés já pintados. O tecido já foi comprado. logo postarei a foto dela pronta!






Mais uma janela sendo trabalhada e quase pronta!




Sou muito apressada com as coisas. Quando começo um trabalho, logo quero vê-lo pronto. Mas sei que tudo tem seu tempo e procuro não me desviar daquilo que desejo alcançar. É assim na vida, nos meus trabalhos, na min ha rotina. Quero expor aqui como vão os produtos de minhas garimpagens. Sabe aquele móvel, achado no lixão sem fundo, sem piso só com o tampo e as laterais? Pois é, estou trabalhando nele. Maridão fez o piso e o fundo. Vamos pintá-lo de branco. Eu relutei muito, mas não tem jeito, tem que pintar mesmo.


 Não vamos colocar portas nele, só uma prateleira e na parte debaixo gavetas feitas de jornal.



talheres

1

Recusei carona de uma colega porque queria dar uma caminhada. Já sabia onde me levaria essa caminhada: um barracão de coisas usadas. Lá se vende de tudo. Às vezes garimpo lá, pechinchando o preço sai bom. Cheguei cumprimentei o dono, um senhor de meia idade que já foi logo me dizendo que não tinha muita coisa, mas que ficasse ma vontade. Meus olhos buscavam cada cantinho. Procurava por algo que me despertasse a atenção e então saberia o que fazer. Num desses suporte p/ talheres, de plástico e muito sujo abrigava facas e garfos imundos. Não deu p/ pensar que minhas mãos ficariam sujas e que não encontraria um lugar p/ lavá-las. Fui logo selecionando e então procurei saber o preço. R$  0,40 ode menores e R$ 0,60 os maiores. Separei vinte e aí descobri que saí sem dinheiro, o que tinha só dava para pagar 10 peças. Fiz outra seleção e trouxe as 10. Deixei reservado as  outras peças  que postarei aqui quando trazê-las. Ah! achei um pé de abajur de madeira em excelente estado com fiação e tudo, só a cúpula que está rasgada, mas reservei também. 







Os Trapalhões
Já em casa fui reexaminar as peças e foi aí que descobri essa preciosidade:





Então como já postei aqui sobre os meus achados e a falta de dinheirinho para pagar, deixei reservado. Pois é, hoje, já com dinheirinho, voltei lá e resgatei-os. Paguei o combinado R$18,00, e trouxe p/ casa. Os talheres já estão no  molho. O abajur, preciso pensar como restaurar aquela cúpula, já que o pé dele, vou só lixar e encerar. Confira:














outras coisinhas de reaproveitamento

1

Reaproveitar! Essa é uma ordem para nós. Olha o que o bem fez com sobras de madeira recolhidas em uma marcenaria:


E vejam como ela é útil no ateliê!





Como gosto muito de fazer patchcolagem, forração de caixas, bordado em bolsas e customizações, sobram muitos retalhinhos bem pequenos. Para mim é um desperdício  jogá-los no lixo. A ordem no Ateliê é reciclar, reutilizar, repensar e reduzir, então pensei e pensei e arranjei uma forma de usá-los. Já fiz tapetes e bolsas com esses pequenos pedaços de tecido e olha como fica bom! Por ser pequenos demais, o segredo está em aplicá-los sem corte. Veja:




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...